Key Message Update

High staple food prices limit food access in Karamoja

Janeiro 2019

Janeiro 2019

Fevereiro - Maio 2019

CIF 2.0 Fase de Insegurança Alimentar Aguda Baseado

1: Minima
2: Stress
3: Crise
4: Emergência
5: Fome
Parques e reservas
Poderia ser pior sem a assistência humanitária em vigor ou programad
Concentração de pessoas deslocadas
A maneira de classificação que utiliza FEWS NET é compatível com a CIF. A análise compatível com a CIF segue os protocolos fundamentais da CIF mas não necessariamente reflete o consenso dos parceirosnacionais com respeito a segurança alimentar.

CIF 2.0 Fase de Insegurança Alimentar Aguda Baseado

1: Minima
2: Stress
3: Crise
4: Emergência
5: Fome
Parques e reservas
Poderia ser pior sem a assistência humanitária em vigor ou programad
Concentração de pessoas deslocadas
A maneira de classificação que utiliza FEWS NET é compatível com a CIF. A análise compatível com a CIF segue os protocolos fundamentais da CIF mas não necessariamente reflete o consenso dos parceirosnacionais com respeito a segurança alimentar.

CIF 2.0 Fase de Insegurança Alimentar Aguda Baseado

1: Minima
2: Stress
3+: Crise ou pior
Poderia ser pior sem a assistência
humanitária em vigor ou programad
Concentração de pessoas deslocadas
A maneira de classificação que utiliza FEWS NET é compatível com a CIF. A análise compatível com a CIF segue os protocolos fundamentais da CIF mas não necessariamente reflete o consenso dos parceirosnacionais com respeito a segurança alimentar.
Para os países de Monitoreo Remoto, FEWS NET utiliza um contorno de cor no mapa CIF para representar a classificação mais alta da CIF nas áreas de preocupação.

CIF 2.0 Fase de Insegurança Alimentar Aguda Baseado

Países com presença:
1: Minima
2: Stress
3: Crise
4: Emergência
5: Fome
Parques e reservas
Países sem presença:
1: Minima
2: Stress
3+: Crise ou pior
Poderia ser pior sem a assistência
humanitária em vigor ou programad
Para os países de Monitoreo Remoto, FEWS NET utiliza um contorno de cor no mapa CIF para representar a classificação mais alta da CIF nas áreas de preocupação.

As mensagens-chave

  • In Karamoja, declining purchasing power is limiting food access and driving Crisis (IPC Phase 3) outcomes. In bimodal Uganda, slightly below-average second season harvests and early first season agricultural labor opportunities are sustaining Minimal (IPC Phase 1) outcomes among most poor households. Atypical rainfall during the January dry season has benefitted late-planted cereals and vegetables in parts of western and southern Uganda, as well as perennial bananas, tea, coffee, and sugarcane. However, above-average Land Surface Temperatures (LST) have led to deterioration in rangeland resources in eastern Uganda’s cattle corridor districts.

  • Retail staple food prices remain significantly below the five-year and 2017 averages across most of Uganda due to the availability of second season harvests and traders’ release of first season stocks. However, sorghum prices in Karamoja’s Kotido, Kaabong, and Nakapiripirit districts ranged from 19 to 83 percent above the 2017 average in December. In addition, prices were 22 percent above the five-year average in Kaabong. As a result, the terms of trade for sorghum are below both the five-year and 2017 averages in Kotido and Kaabong, restricting access to food for poor households.

  • According to UNHCR, a total of 3,637 persons from the DRC, South Sudan, and Burundi arrived in Uganda in December, driven by fear of post-election violence, conflict and insecurity, or the desire for family reunification. This increased the total number of refugees and asylum seekers hosted by Uganda to 1,190,922 at the end of 2018. WFP expects to maintain current food rations at planned levels through March. Therefore, Stressed! (IPC Phase 2!) outcomes are likely to continue through March, but outcomes would deteriorate to Crisis (IPC Phase 3) in April should funding for humanitarian food assistance not be secured.

About FEWS NET

A Rede de Sistemas de AlertaPrecoce de Fome é líder na provisão de alertas precoces e análises relativas à insegurança alimentar. Estabelecida em 1985 com o fim de auxiliar os responsáveis pela tomada de decisões a elaborar planos para crises humanitárias, a FEWS NET provê análises baseadas em evidências em cerca de 35 países. Entre os membros implementadores refere-se a NASA , NOAA, USDA e o USGS, assim como a Chemonics International Inc. e a Kimetrica. Leia mais sobre o nosso trabalho.

  • USAID Logo
  • USGS Logo
  • USDA Logo
  • NASA Logo
  • NOAA Logo
  • Kilometra Logo
  • Chemonics Logo